Redes Social

domingo, 31 de maio de 2009

Oeiras vestiu AZUL E BRANCO!!!!!

O FC Porto conquistou a sua 14ª Taça de Portugal frente ao Paços de Ferreira por 1-0. Os dragões dominaram o encontro e marcaram logo aos 5 minutos de jogo, por intermédio de Lisandro Lopez. A equipa do Paços de Ferreira ainda tentou reagir à desvantagem mas a superioridade do tetracampeão nacional não permitiu uma surpresa no Jamor. Num jogo sem grandes surpresas, o FC Porto colocou-se logo em vantagem no marcador aos 5 minutos. Raul Meireles coloca a bola em Lisandro e o argentino frente a Cássio não falhou. O Paços de Ferreira em desvantagem desperdiçou uma grande oportunidade de golo por intermédio de Pedrinha aos 14 minutos. O avançado do Paços trabalhou bem na esquerda a oposição de Fucile e quase empatava a partida.Na segunda parte o FC Porto geriu a vantagem no marcador e podia ter ampliado o resultado por intermédio de Raul Meireles logo aos 50 minutos de jogo. O médio do FC Porto rematou com violência ao poste da baliza de Cássio.Os 53 minutos de jogo, Cássio protagoniza a defesa da tarde depois de um grande remate de Rodriguez. Até ao final não houve grandes situações de golo e o FC Porto conquistou a sua 14ª Taça de Portugal.

O treinador do FC Porto, Jesualdo Ferreira, anunciou que tem um acordo com o presidente dos clube Pinto da Costa para renovar pelos "dragões" por mais duas épocas.
Após a conquista da Taça de Portugal ao Paços de Ferreira (1-0), Jesualdo Ferreira, na conferência de imprensa, avançou que o "acordo selado com um aperto de mão" foi feito no dia do jogo entre os "portistas" e o Manchester United, a contar para a Liga dos Campeões.
"O acordo foi selado com um aperto de mão, ainda não foi assinado. Mas, acordámos que só depois da final da Taça (Portugal) seria anunciado. Foi esse o compromisso que assumi com o presidente do clube",
disse.

JORGE NUNO PINTO DA COSTA
"O vírus do tetra deve ter atingido muitos deles. Há tempos, vi um tal Amaral escrever uma carta aberta ao senhor Ferguson, desejando-lhe felicidades porque quer que o FC Porto perca sempre caso contrário não dorme. Pois bem, o homem deve estar cheio de insónias", atirou perante uma plateia em êxtase. E continuou: "Depois, um sujeito na RTPN, defendeu que a final da Taça de Portugal deve ser em Lisboa porque se fazem sardinhadas no Jamor e que eu ia perder essa guerra. Vou propor a final da Taça no senhor de Matosinhos ou na Afurada onde as sardinhadas são mais conhecidas", brincou garantindo não ser contra "a final em Oeiras". Seguiu-se a justificação: "O que tenho pena é que até já lá tenha morrido alguém. E também tenho pena que não se façam lá jogos da Selecção. Gastaram-se milhões com o Euro 2004 para ter estádios às moscas e não se fez nada com o Estádio Nacional. Será proibido fazer sardinhadas nos jogos da Selecção?", ironizou antes da provocação final. "O que tenho mesmo pena é que não possamos jogar a final na Luz. Lá é que era bonito, lá é que eu gostava. Era a maneira de eles, finalmente, verem um bom jogo de futebol".

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Veni, Barça, Vici!!!

 barça2
MARCA.COM

O céu é azul-grená desde ontem. O Barcelona sagrou-se campeão europeu pela terceira  vez, naquela que foi a conquista que faltava para a equipa de Pep Guardiola proclamar o seu império. O Velho Continente rendeu-se aos pés de uma equipa inigualável, eleita para marcar uma época e para entrar nas lendas do futebol.

BBC SPORT

O Manchester United não conseguiu fazer história. Alex Ferguson tinha esperança em repetir o triunfo da época passada, mas acabou derrotado, e bem, por um Barcelona inspirado pela super-estrela Lionel Messi. O Barcelona teve ainda em Iniesta e Xavi dois médios perfeitos na circulação de bola.

barça4
benf
uefa.com

O Barcelona sagrou-se campeão europeu pela terceira vez após um vibrante jogo de passes e movimento, com dois golos marcados, um em cada parte, por Eto'o e Messi. O Manchester iniciou a defesa do troféu com três ameaças de Ronaldo, mas aos dez minutos Eto'o marcou e o Barça nunca mais olhou para trás

LaGazzetta delloS Sport

Triplete. É o número mágico do Barcelona. Conquistou a terceira taça europeia e venceu o terceiro troféu da temporada. O Manchester atacou nos primeiros minutos e o Barcelona marcou na primeira tentativa. Lionel Messi teve uma actuação decisiva.

barça1barça3
A questão é: Será que o estado está preocupado??
É que “Ele” é accionista, pelo menos nunca veio desmentir isso!!!
benfica2 

 

Momento Zen da Semana


Mitico (28/08/08): O grupo do Porto é mais dificil que o do Sporting


Supertaça Europeia, Agosto 2009: Barcelona vs Shakhtar

quarta-feira, 27 de maio de 2009

O melhor goleador…

A seguinte tabela representa o resultado final da lista dos melhores marcadores da liga sagres, liga esta que foi ganha de forma brilhante e justissima pela melhor equipa portuguesa…os TetraCampeões FCPorto!

golos2

Ora analisando esta lista, fácilmente chegamos á conclusão que existe um jogador que se destacou…esse jogador chama-se Farias. Se ficaram surpreendidos a seguinte tabela dissipa qualquer duvida sobre o destaque que este jogador tem relativamente aos outros melhores marcadores.

golos2 Portanto, fazendo um simples calculo (divisão do numero de golos pelos minutos jogados) temos a eficácia do jogador que é representada em percentagem. Essa eficácia pode ser traduzida como a capacidade de um jogador fazer golos. Assim sendo e trocando por linguagem mais futebolistica…O Melhor Goleador!

Portanto apresento-vos o melhor goleador do campeonato…Ernesto Farias!!!!

terça-feira, 26 de maio de 2009

Bolinha ... baixa!!!!!!

clip_image001O «Via tetra» foi, como se esperava, um percurso de consagração para o campeão nacional nas ruas da Baixa do Porto. No desfile pela cidade, o autocarro que transportou o grupo de trabalho do campeão (havia mais dois, um para as famílias dos campeões, outro para a comunicação social) foi aclamado em festa por milhares de adeptos, com o ponto alto a ser atingido na Avenida dos Aliados, em frente à câmara, por volta da meia-noite. De entre os campeões, Raul Meireles foi quem assumiu as despesas da festa: o médio pegou no microfone e foi o grande animador durante o percurso. Hulk foi outro dos que fizeram questão de puxar a festa, com alguns arranques de hip-hop.
Aliás, foram os jogadores a decidir a banda sonora, escolhendo os temas com que puxavam o canto dos adeptos, enquanto distribuíam camisolas alusivas ao «Tetra». Já nos Aliados, foi com o hino do clube e os cânticos que os adeptos costumam reservar aos principais jogadores, no Dragão, que a festa terminou, com banho de champanhe e confettis pelo ar.
O plantel azul e branco e restantes elementos da estrutura tinha partido, poucos minutos após o final do jogo com o Sp. Braga, rumo à Praça do Infante, junto à Ribeira. Esse foi o epicentro da comunhão entre equipa e adeptos.clip_image002
Entre gritos de ordem, salvas de exuberância e amálgamas de palavras apaixonadas, o veículo dos tetracampeões passa depois pelo empedrado da rua Mouzinho da Silveira, antes de alcançar o histórico Largo dos Loios.
Escoltado por um impressionante cordão humano, sempre num paciente pára-arranca, o autocarro abordou depois a Praça da Liberdade, antes de terminar o desfile na Avenida dos Aliados. Energia não faltou, entusiasmo e paixão também não. Folia, alguns excessos e ficou a promessa do reencontro com os heróis do tetracampeonato dentro de uma semana.

POOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOORTO!!!!

clip_image003

OBRIGADO TETRA CAMPEÕES!!!!

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Afinal já joga?

Tanta choradeira que lhes tinham lesionado um jogador; e afinal já recuperou e já joga!
O "Pirata" não sabe onde o SLB vai buscar dinheiro?
Terá resposta para este milagre de Contumil?
A mim disseram-me que o Hulk teve novos métodos inovadores de recuperação de tão "grave" lesão.

sábado, 23 de maio de 2009

O SLB, a CMVM e a impunidade encarnada…

clip_image001
Como habitualmente, as negociações entre o SLB e o Cruzeiro de Belo Horizonte para a transferência de mais um jogador para o clube da Luz – Ramires – foram feitas na praça pública e acompanhadas diariamente pela comunicação social portuguesa (ou deverei dizer encarnada?).

Ao fim de não sei quantos dias de negociações e declarações dos envolvidos – dirigentes do Cruzeiro, empresário, jogador, companheiros e ex-companheiros de equipa, etc. – na passada 5ª feira, dia 21 de Maio, o Cruzeiro anunciou o seguinte no seu site oficial:

«A diretoria celeste e os representantes do atleta concluíram nesta quinta-feira a venda de 100% dos direitos econômicos do volante Ramires ao Benfica por 7,5 milhões de euros. O Cruzeiro acertou com o Joinville, detentor de 30%, o repasse de 1,5 milhão de euros, e firmará com o clube catarinense uma parceria para a cessão de jogadores»
in site oficial do Cruzeiro

Nesta mesma nota, o clube de Belo Horizonte revelou que os valores da transferência entre os dois clubes "foram fechados na noite de terça-feira".

Estranha e inexplicavelmente, cerca de uma hora antes da nota de imprensa do Cruzeiro, a Comissão de Mercado e Valores Mobiliários (CMVM) divulgava informação privilegiada fornecida pela Benfica SAD, na qual esta sociedade garantia que não estava a negociar a transferência do jogador.

clip_image002

«A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248.º do Código dos Valores Mobiliários e da alínea i) do artigo 3.º do Regulamento da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários nº 4/2004, informa não serem verdadeiras as noticias veiculadas pela comunicação social sobre a existência de negociações para a aquisição, por esta Sociedade, do passe do jogador Ramires
in site oficial da CMVM, 21 de Maio, 21:18

Como é possível que a Benfica SAD negue, num comunicado oficial, a existência de negociações para a aquisição do passe do jogador Ramires, quando as negociações foram públicas e, inclusivamente, o acordo foi confirmado pelo clube vendedor?

Seria possível que todo o folclore à volta da transferência de Ramires tenha sido invenção da comunicação social?

Se não havia negociações para a aquisição do jogador Ramires, porque razão o Cruzeiro anunciou a conclusão das mesmas e que o acordo entre os clubes tinha sido fechado dois dias antes?

Evidentemente, alguém tinha de estar a mentir, mas quem?

A resposta chegou no dia seguinte, sexta-feira, num novo comunicado enviado pela Benfica SAD à CMVM:

«A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248.º do Código dos Valores Mobiliários e da alínea i) do artigo 3.º do Regulamento da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários nº 4/2004, informa que as negociações para aquisição do passe do atleta Ramires Santos Nascimento evoluíram, e por negociações directas com o Cruzeiro Esporte Clube, desenroladas nas últimas horas, foi possível chegar a acordo para que esta Sociedade adquira a totalidade do passe do referido atleta por um montante de € 7.500.000,00.» in site oficial da CMVM, 22 de Maio, 12:40

clip_image003

Como é possível que, por um qualquer interesse estratégico e/ou negocial, a Benfica SAD tenha tido a desfaçatez de mentir descaradamente à CMVM, enganando o mercado?
A prestação de informações falsas à CMVM, por parte de uma empresa cotada, não tem consequências?
Depois da OPA fictícia dos chineses e da "pseudo-OPA" do Berardo, como irá, desta vez, reagir o regulador?

Estaremos, mais uma vez, perante a habitual impunidade encarnada?

in Reflexão Portista

Para terminar não podia deixar de vos presentear com este magnifico momento de televisão…

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Consultório do Pirata

Andei uns dias sossegado para ver se surgia por aqui alguma qualidade mas, sem surpresa, falou-se de tudo menos de futebol. Até parece que não houve um campeão, um treta mas ainda assim campeão. Nada de prosa dedicada ao futuro ex treinador, nada de épicos posts dedicados aos jogadores; durante dez dias sobrou apenas tempo e espaço cibernético dedicado ao escárnio e mal dizer. Nada contra, também gosto dessa especialidade, agora que acabou o período de luto, vulgo nojo, inauguro um novo espaço no blog, o consultório do Pirata!


E nesta primeira sessão, grátis para os primeiros cinco leitores, vou dedicar o tempo a dois presidentes, cada qual com o seu jeito especial para o negócio; o presidente Vieira cujo sucesso na área dos pneus supera largamente o sucesso como presidente do slb e o presidente PC cujo sucesso na área da fruta supera largamente o sucesso na venda de fogões.


Comecemos pelo presidente Vieira. Quem tem andado atento à lista de reforços encarnada não deixou de reparar nas aquisições que são dadas como garantidas: Alvaro Pereira, Ramires e Nene. Até aqui nada de especial. Mas atentemos aos números, em milhões de euros: 4, 7.5 e 5. Somados perfazem 16.5. A dois meses de se iniciar a pré temporada para a época 2009/2010 o Benfica vai já na módica quantia de 16,5 milhões de euros gastos em aquisições!

Ora, não vou fazer de Jose Veiga e falar em 60 milhões gastos nos últimos 2 anos em contratações (este portista realmente não se entende com números, pelas minhas contas foram 50 milhões de euros mas, por outro lado, não sou ex-empresário de jogadores e não sei quanto se paga em comissões...) mas não posso deixar de estranhar esta facilidade em arranjar verbas, sobretudo porque as receitas são nulas ou perto disso! Fica levantada a questão e espero que os bloguistas tenham a mesma curiosidade.



O meu palpite para tamanha abundância monetária para os lados da Luz só pode ser explicada com a descoberta, pela mente brilhante do presidente Vieira, de um laxante capaz de transformar merda em euros. E merda, como todos sabem, há em abundância por aqueles lados. Seja na verborreia do João Gabriel (só aqui e nas suas comunicações deve sair o suficiente para pagar os custos dos reforços de 2007/08, incluindo o ordenado do Chalana), passando pelas reais capacidades de Quique, Camacho e Fernando Santos culminando nos craques anunciados e resgatados a todos os colossos europeus, de Di Maria a Pablo Aimar, do coxo hondurenho ao coxo angolano. Mas fica aberta a discussão da origem de tamanha pujança financeira, ainda para mais em tempos de crise. Mantenho-me fiel à tese do super laxante até me apresentarem melhor sugestão!

Avançando para o presidente PC. Vá-se lá entender o homem, ninguém sabe se renova com o mouro cor de tijolo. Não que seja assunto relevante, a renovação com clubes, arbitros e observadores amigos há muito que estará tratada. Ter o Burroaldo ou o Gervásio no banco de suplentes é irrelevante, por esta altura até o maior ingénuo portista se terá apercebido desse facto. Avancemos portanto para o verdadeiro motivo da sua presença na inauguração do consultório do pirata.

Cristiano Ronaldo é um craque. E é figura da Academia leonina. Se isto bastasse para sentir orgulho do puto, as suas palavras numa cerimónia do Manchester United deram-me tremendo gozo. Até porque o jovem português já tinha marcado anteriormente dois golos ao Sporting e não manifestou alegria pelo feito, apenas mostrou ser um tremendo profissional, o que realmente o distingue de muito pseudo craque da bola. Mas PC, na sua estupidez tão natural quanto a sua flatulência, levou a mal as palavras de Cristiano. Disse a múmia portista que gostava de ver o CR7 marcar golos na selecção. Não sou advogado de defesa do madeirense mas quem tiver dois dedos de testa e conhecer os números de Cristiano sabe que é já o 6º melhor marcador da história da selecção, seguindo a velocidade mais do que suficiente para pulverizar os números de Pauleta! Enfim, não espero nada de inteligente, sério e honesto de um vendedor de fogões, fica só o conselho: mete gelo PC, isso passa! Mas se PC se limitasse à azia sobre Cristiano seria insuficiente para merecer destaque aqui no consultório, outras afirmações merecem ser destacadas. Para começar a defesa que faz aos clubes com ordenados em atraso, segundo ele não deveriam ser condenados porque este é um problema que aflige toda a sociedade! Bem, isto se não é um caso flagrante de má fé e desonestidade intelectual, então não sei o que será! Provavelmente dar-lhe-á um jeitaço manter as amizades de Setubal e Amadora na primeira liga, mas que eu saiba esses clubes são clara e notória concorrência desleal a todos os que cumprem com as suas obrigações. Não têm como pagar aos seus jogadores? Simples: primeiro não contratem estrangeiros, segundo apostem em jogadores de divisões inferiores que têm real valor e terceiro apostem na juventude das camadas jovens que sai quase à borla! Comparar ordenados em atraso no futebol com os ordenados em atraso nas restantes actividades profissionais que sustentam a sociedade é digno de espanto... e é este individuo um líder? E para culminar tanta idiotice pegada ainda revela que "um aperto de mãos entre pessoas de bem é suficiente para selar um acordo", referindo-se à suposta renovação com o Burroaldo. Ora bem, mas quais pessoas de bem? As mesmas que desviaram Paulo Assunção e Adriano do Nacional da Madeira para o FCP quando apertos de mão já tinham sido dados para que fossem para Alvalade?

É por estas e por outras que cada vez tenho mais prazer e orgulho em ser Sportinguista!

terça-feira, 19 de maio de 2009

Na Segunda circular luta-se…e desta vez nem é pelo segundo lugar!!!

268789

Presidência do zzporteng

Dias Ferreira agredido e aconselhado a não se candidatar

Dia ferreira foi hoje agredido perto do seu escritório em Lisboa por dois indivíduos que o aconselharam a não se candidatar à Presidência do Sporting. Dias Ferreira foi assistido pelo INEM no local.

Mas nem só candidatos a presidencia do sporting são marginalizados em lisboa, ora vejamos…

Polícia ajuda No Name a atacar Super Dragões

No dia em que incendiaram um autocarro dos adeptos do FC Porto, a 21 de Junho do ano passado, os No Name Boys tiveram uma ajuda preciosa para a violência que se seguiu. Foi um elemento dos Spoters, os agentes da PSP que têm precisamente por missão escoltar e proteger as claques visitantes, a dar os Super Dragões à morte. Hugo Caturna, perigoso membro dos No Name a ser alvo de escuta telefónica, acalma os amigos: um polícia já o informou de que iam “largar” os rivais.

E a noite acabou com pontapés e garrafas partidas na cabeça das vítimas.

lfv

O crime teve lugar em plena área de serviço à saída da ponte Vasco da Gama, depois de um jogo de hóquei em Lisboa – e os agressores dos No Name Boys, para conseguirem emboscar e espancar os rivais, terão tido informação da própria polícia.

Caturna diz ao telefone, lê-se na Acusação do Ministério Público a que o CM teve acesso, que “um dos que o deteve [polícia] lhe disse que os iam ‘largar’ [S. Dragões] e que, por isso, iam andar por aí à deriva – referindo-se a informações de um Spoter [da PSP] que teria ligações com os arguidos [No Name Boys] e lhe teria fornecido informações sobre aspectos de acompanhamento de adeptos”.

Para quem fala em ditadura para os lados do norte, para quem diz que no sul e mais concretamente na segunda circular existe democracia, Isto está cada vez mais bonito…

Bem, ia deixar o post por aqui, mas nao consigo. Tenho que passar a transcrever o que o senhor Jorge Maia diz no jornal ojogo de hoje…algo que todos nós, portistas vemos a acontecer a este país…o sentimento de contradição!!

A contradição

JORGE MAIA

Antes de mais nada, convém sublinhar que todos os jogadores têm direito a um dia mau. Todos, sem excepção. Eduardo, por exemplo, teve um dia mau contra o Benfica, o que não deixou de ser uma enorme felicidade para ele. Imagine-se o que não se teria dito e escrito se o guarda-redes do Braga tivesse um dia mau contra o FC Porto. Aliás, nem sequer é preciso um grande esforço de imaginação. Basta recordar o que se disse depois do Leixões-FC Porto sobre Beto, por exemplo, para perceber que até para se ter um dia mau é preciso ter sorte. Ou bom senso. O mesmo bom senso que falta aos dirigentes que contactam o treinador do um clube rival em vésperas de um confronto decisivo para os objectivos de ambos. Mas lá está, se Jesus foi crucificado por ter calado o eventual prejuízo da sua equipa frente ao FC Porto, ninguém se atreveu a pôr-lhe uma coroa de espinhos por eventuais conversas com o Benfica na semana que antecedeu a desastrosa (para os minhotos, claro) recepção aos encarnados em Braga. A prova de que, afinal, no futebol português, a contradição ainda é o que era.

Para terminar, um pequeno exemplo de prestigio…

Sem título

segunda-feira, 18 de maio de 2009

Rumo ao Pentacampeonato!

pintocosta_afurada
"Tetra já é passado cá estarei no penta"

Por: CARLOS GOUVEIA

É caso para arriscar: em mais de 27 anos como presidente do FC Porto, Pinto da Costa dificilmente terá sido recebido com tanto carinho como ontem na Afurada, freguesia piscatória de Vila Nova de Gaia. O motivo foi a reinauguração da Casa do FC Porto e, com o champanhe da conquista do tetracampeonato ainda a jorrar, assistiu-se a uma autêntica loucura popular, com milhares de portistas nas ruas. Houve fanfarra, cânticos, abraços, beijos e muitas lágrimas. A emoção, bem intensa, tomou conta de todos e até o filho da terra, Vítor Baía, não resistiu a dar um salto para ajudar à festa e dividir as atenções com o presidente. Assim como Reinaldo Teles ou o Bibota de Ouro, Fernando Gomes.
Zona de gente trabalhadora e humilde, que não esconde os seus sentimentos, a Afurada recebeu como poucos o presidente portista, que precisou de mais de dez minutos para percorrer menos de trinta metros entre o carro o salão Nobre da Junta de Freguesia, pequeno para tanta gente. "Já fui recebido em muitos lados mas nunca recebi tanto carinho e admiração verdadeira em cada abraço, aperto de mão ou beijo, como aqui", disse, deixando uma provocação: "Quando Deus escolheu as cores, pintou o Céu, e não o Inferno, azul e branco. Nada acontece por acaso", frisou, bem disposto.
No discurso, tratou de deixar a multidão em delírio. "A alegria é muito grande, mas o tetra já é passado. Queremos sempre mais e cada vez melhor". Dito isto, e na resposta a um desafio que lhe tinha sido lançado por José Guilherme Aguiar, também presente, Pinto da Costa deixou uma promessa na Afurada: "Cá estarei no penta para comemorar convosco" .
O presidente portista referiu que o clube se "recusa a viver dos êxitos do passado" e voltou a desvendar o segredo do sucesso para quem quis ouvir. "Perguntaram-me o segredo para ter ultrapassado Santiago Barnabéu nos títulos e disse que o segredo era escolher os melhores". Política expressa em resultados e rampa para uma bicada. "Às vezes, vai uma sobra lá para baixo". Pinto da Costa lembrou ainda que o FC Porto é cada vez mais "uma referência nacional" explicou porquê: "Não estamos em risco de perder o Norte, estamos sim a ganhar o Sul. O País não está dividido".

Ojogo 16/08/09
 
fcp_1024x768_champions_07
 
 

quinta-feira, 14 de maio de 2009

terça-feira, 12 de maio de 2009

Na cidade do TETRA!!!!!!!


O Porto é um município português de 41,66 km² de área onde residem cerca de 240.000 habitantes (2008). A cidade metrópole formada por municípios adjacentes que fomam entre si um único aglomerado urbano conta com cerca de 1.200.000 habitantes. Além disto, é o centro de uma grande área metropolitana com cerca de 1,7 milhões de habitantes.
A cidade do Porto é conhecida como a Capital do Norte ou a Cidade Invicta. É a cidade que deu o nome a Portugal – desde muito cedo (c. 200 a.C.) que se designava de Portus, vindo mais tarde a tornar-se a capital do Condado Portucalense, ou Portucale (Reino que deu o nome a Portugal). É ainda uma cidade conhecida mundialmente pelo seu vinho, o seu centro histórico, catalogado como Património Mundial pela UNESCO. Tem origem num povoado pré-romano. Na época romana designava-se Cale ou Portus Cale, sendo a origem do nome de Portugal. No ano de 868, Vímara Peres, fundador da
terra portugalense, teve uma importante contribuição na conquista do território aos Mouros, restaurando assim a cidade de Portucale.
Em 1111, D. Teresa, mãe do futuro primeiro rei de Portugal, concedeu ao bispo D. Hugo o couto do Porto. Das armas da cidade faz parte a imagem de Nossa Senhora. Daí o facto de o Porto ser também conhecido por "cidade da Virgem", epítetos a que se devem juntar os de "Antiga, Mui Nobre, Sempre Leal e Invicta", que lhe foram sendo atribuídos ao longo dos séculos e na sequência de feitos valorosos dos seus habitantes, e que foram ratificados por decreto de D. Maria II de Portugal.
Foi dentro dos seus muros que se efectuou o casamento do rei D. João I com a princesa inglesa D. Filipa de Lencastre. A cidade orgulha-se de ter sido o berço do infante D. Henrique, o navegador.
Devido aos sacrifícios que fizeram para apoiar a preparação da armada que partiu, em 1415, para a conquista de Ceuta, tendo a população do Porto oferecido aos expedicionários toda a carne disponível, ficando apenas com as tripas para a alimentação, tendo com elas confeccionado um prato saboroso que hoje é menu obrigatório em qualquer restaurante. Os naturais do Porto ganharam a alcunha de "tripeiros", uma expressão mais carinhosa que pejorativa. É também esta a razão pela qual o prato tradicional da cidade ainda é, hoje em dia, as "Tripas à moda do Porto". Existe uma confraria especialmente dedicada a este prato típico .
Desempenhou um papel fundamental na defesa dos ideais do liberalismo nas batalhas do século XIX. Aliás, a coragem com que suportou o cerco das tropas miguelistas durante a guerra civil de 1832-34 e os feitos valerosos cometidos pelos seus habitantes — o famoso Cerco do Porto — valeram-lhe mesmo a atribuição, pela rainha D. Maria II, do título — único entre as demais cidades de Portugal — de Invicta Cidade do Porto (ainda hoje presente no listel das suas armas), donde o epíteto com que é frequentemente mencionada por antonomásia - a «Invicta»). Al
berga numa das suas muitas igrejas - a da Lapa - o coração de D. Pedro IV de Portugal, que o ofereceu à população da cidade em homenagem ao contributo dado pelos seus habitantes à causa liberal.
Como pontos turísticos, destacam-se a Torre dos Clérigos, da autoria de Nasoni, e a Fundação de Serralves, um museu de arte contemporânea. O Centro Histórico é Património da Humanidade, classificado pela UNESCO. A Foz é outra zona altamente turística, por muitos considerada a mais bela zona da cidade, onde se pode desfrutar da beleza do Oceano Atlântico conjugada com um belíssimo e romântico passeio marítimo. Hoje em dia, a cidade do Porto recebe mais de um milhão de turistas por ano, tendo-se tornado numa das cidades mais visitadas da Europa. Foi capital europeia da cultura em 2001 (Porto 2001) e nela reside o Campeão Europeu de 1987 e 2004. Acolheu também vários jogos do Campeonato Europeu de Futebol de 2004, nomeadamente o jogo de abertura.



Por tudo isto ...

PARABÉNS PORTUENSES
PELA CONQUISTA DO TETRA CAMPEONATO!

PORTO CIDADE PORTO CLUBE!

UMA SALVA DE PALMAS AO PRESIDENTE
MAIS TITULADO DO MUNDO...

BRAVO!!!



Poderia ser resumido assim…

Sem título

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Os Tetra Campeões apresentam…

the-curious-case-of-benjamin-button-movie-poster-1

Eis que ao minuto 73 do ultimo jogo do zportemm o treinador da equipa adversária faz duas alterações, o jogo estava empatado a 1 bola, e acabou com a vitória do zportemmmg!!!!

Ora vejam bem o que aconteceu e depois comentem se quiserem…

Sem título

PS: Nós, TETRACAMPEOES, andamos sempre atentos!!!!!!!!!!!

TRETA

NOTA PRÉVIA
O meu Sporting mostrou debilidades ao longo do campeonato e dificilmente pode parecer a alguém que merecesse ser campeão, mas de facto num país normal tinha-o sido de forma completamente folgada, apesar de não apresentar um futebol brilhante, mas para Portugal chegava e sobrava.
O nosso melhor jogador não jogou nos primeiros jogos por lesão (Liedson).
Izmailov que tinha tudo para ser o melhor centro campista em Portugal, conseguiu ser brilhante mas apenas conseguiu fazer meia época entre lesões.
Vuk que tanto potencial tem, acabou apenas por jogar (e bem) em meia dúzia de jogos, já que começou por estar castigado e depois lesionado.
Djaló que muito evoluiu, estava forte mas apagou-se.
Polga que tinha feito 2 campeonatos categóricos teve fases em que não esteve bem.
Os 4 reforços que pareciam 4 valores seguros, por esta ou por aquela razão, acabaram por não acrescentar a mais valia que se esperava: Rochemback, Postiga, Caneira e Grimi.
Miguel Veloso que poderia ter explodido, envolveu-se em problemas e perdeu a influência que já conseguiu ter.
Romagnoli que tinha feito excelentes segundas voltas nas duas últimas épocas, passou todo ano irreconhecível.
Claro que agora muita coisa positiva havia a dizer, mas neste texto estamos a falar de debilidades, como se pode ler logo na primeira linha do texto; e o Sporting teve-as… como todos.

O CONTROLO E MANIPULAÇÃO DOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO
Antes de mais é preciso desmistificar a autêntica campanha de pura propaganda que se seguiu ao melhor jogo da época do FCP: o tão festejado empate em Manchester.
Esta campanha durou uma semana e ocupou horas e horas em todos os canais de TV e Rádios, encheu jornais e jornais e “lavou o cérebro” a grande parte dos Portugueses; fazendo crer que o FCP era uma equipa muito melhor do que as outras equipas Portuguesas e só por esse facto era um campeão nacional inquestionável.
O problema é que não se disse que o Manchester jogou com uma segunda equipa e com menos de 48 horas de descanso.
Mas como o que se está a tratar é do campeonato Nacional; nesse, se soubermos separar as águas o FCP esteve muito longe de ser brilhante.
Não houve por exemplo no FCP um avançado como Liedson (o melhor jogador do nosso campeonato) ou mesmo como Néné; já que Lisandro fez uma época muito abaixo do costume.
No meio campo onde Lucho era rei, temos que convir que esteve a época quase toda muito apagado.
O Rodriguez até ao “Natal” era assobiado; e figuras como Sapunaru, Stepanov ou Pedro Emanuel autênticos buracos.
A equipa foi melhorando, com mais entrosamento, mas não deslumbrou.
E temos que ser honestos e constatar que sempre que a sua posição estava em perigo, apareceu a “ajuda divina” das arbitragens; e curiosamente aparecia ao mesmo tempo um forte “empurrão para baixo” a quem os incomodava.
São factos que não se podem negar (e mais à frente no texto vão aparecer exemplos) e que só as mentes mais estúpidas podem constantemente desculpar com argumentos do tipo: “o FCP é muito melhor, porque empatou com o Manchester (Manchester B) e o Sporting foi goleado com o Bayern ou o Benfica com o Olympiacos” (a tareia que o Arsenal lhes deu evaporou-se!)
“Só o FCP é que dá pontos a Portugal” (completamente falso).
Isso não cola.
Ainda agora o Barcelona foi golear o Real Madrid a Madrid por 2-6 e sabemos perfeitamente que o Real é muito melhor que qualquer equipa Portuguesa.
Importa ainda sublinhar o exército de jornaleiros e fazedores de opinião, os chamados “rapazes da casa”, que vomitam lavagens cerebrais nos média pró-FCP e muitas vezes como é evidente e por efeito “bola de neve” as oposições dentro dos rivais aproveitam para ganharem dividendos.
Os pobres maltrapilhos de alguns adeptos do FCP, ainda esta época passaram de um estado em que não podiam ver o treinador Jesualdo à frente, ao ponto de afirmarem (até por escrito) que enquanto treinasse a equipa não viam mais nenhum jogo e muito menos iam ao estádio; para a uma dada altura afirmarem com todas as suas bocas com escorbuto que era melhor que o Mourinho.

A LEGIÃO DE “EMPRESTADOS”
O poder económico que o FCP conseguiu acumular com “30 anos de sistema”, que nos levaria horas a escrever agora… permite-lhe controlar e manipular cerca de metade das equipas do nosso miserável campeonato.
Assim sendo não é preciso explicar, pois não andamos a dormir e sabemos perfeitamente como decorre o nosso campeonato.

O PESO DA ARBITRAGEM
Foi gritante a diferença de tratamento que existiu nas arbitragens.
Aos olhos de todos, foi claro um evidente corporativismo dessa classe contra o Sporting.
Um exercício interessante é rever todos os jogos do Sporting no campeonato; e mesmo em alguns onde os nossos rivais possam dizer que fomos beneficiados; é muito interessante verificar que é impossível até ao mais fanático adepto rival indicar um jogo onde um eventual benefício ao Sporting não tivesse sido um lance perfeitamente isolado no contexto do jogo em causa; muitas vezes a acontecerem mais prejuízos contra o Sporting no mesmo jogo.
Não têm um lance em todo o campeonato em que um árbitro tenha cometido um “erro” indesculpável e injustificável a favor do Sporting… pelo contrário, foram dezenas de “erros” sem desculpa e por vezes autênticas provocações.
Em contrapartida os nossos rivais foram presenteados com arbitragens de “campo inclinado a seu favor”, por vezes com alguns “erros” que simplesmente não se engolem.
A campanha do FCP na Liga dos Campeões esteve bastante tremida, principalmente após perder em casa com o Kiev… mas curiosamente quando a equipa se apurou para a fase seguinte; e entrou muito dinheiro as arbitragens por cá no nosso campeonato começaram a dar sempre aquele empurrãozinho necessário.
Ou então se não era um árbitro era um “emprestado” ou “apalavrado”.
Quando na última jornada de 2006/07, mesmo com a mão de Ronny o Sporting ao intervalo seria campeão, pois o FCP estava empatado 1-1 com o Aves do Neca, afirmei e escrevi que no intervalo tudo se resolveria… e resolveu.
Também alertei que o GR Nuno iria jogar para o FCP… e foi.
E lá ganharam mais um campeonato da treta.

Vamos então, por curiosidade olhar para 10 jogos do FCP este ano:

5ª J: Sporting-FCP
Tomás Costa já com amarelo tem 3 entradas que obrigatoriamente tinham que ser amarelo, mas o Lucílio não deu.
A 3ª é tão gritante que ele próprio estava convencido que vinha para a rua… e veio mas porque Jesualdo o substituiu de imediato e o FCP lá jogou 11 contra 11, arrancando uma vitória muito suada depois do Sporting ter feito um jogo em que poderia ter dilatado bastante o resultado.

12ª J: FCP-Marítimo
Empate em casa a 0-0, mas com 2 penalties claros por marcar contra o FCP.
O 2º com expulsão de Bruno Alves, que lhes faria falta para os jogos seguintes.

13ª J: Nacional-FCP
Num dos campos mais difíceis do campeonato o jogo foi muito rasgado e equilibrado, mas logo na 1ª parte o influente Lucho devia ter visto o vermelho (não está esquecido pois não?).
Puderam jogar 11 contra 11 e o jogo chegou aos 90’ com empate a 2-2 e já à largos minutos com tudo conformado com o empate; até que um tal de Felipe Lopes ou lá o que é, atira com um braço à bola como se desse uma manchete de volei sem explicação nenhuma.
Penalty, golo e 3 pontos para o FCP.

15ª J: Braga-FCP
Um jogo completamente escandaloso, daqueles que nem vale a pena contar os penalties, golos mal anulados e expulsões. Foram 3 pontos dados a uns e tirados a outros.

17ª J: FCP-Benfica
Empate entre as duas equipas, com destaque para que este foi um dos dois jogos em que realmente o Benfica jogou bem esta época. Este e a recepção ao Nápoles.
Se tudo se tentou lavar com um possível penalty sobre Lucho na 1ª parte; e se é verdade que de facto se podia ter marcado penalty, o que também não é menos verdade é que o jogador seguiu perfeitamente no controlo da bola e que “ninguém” marca aquele penalty.
Num jogo totalmente controlado por um Benfica que vencia e apenas pecou por não matar o jogo; ao cair do pano é marcado um penalty fidelidade de uma simulação tão fraquinha que até veio dar motivo a suspensão (num jogo que não interessava e anunciada precisamente na altura em que um tribunal de “Palermo” considerava inocente o Papa e não credível aquela que um dia serviu para beijar a mão do verdadeiro Papa no Vaticano; como que numa manobra de diversão de que estavam a querer prejudicar o FCP com o castigo de Lisandro).
Com o apitador a 2 metros do lance e bem de frente.
Lá chegaram ao empate.

20ª J: FCP-Sporting
Arranjou-se um truque para o Sporting não ter as 72 horas de descanso e jogou-se num Sábado em vez de Domingo.
Ainda assim o Sporting foi a equipa mais próxima de vencer um jogo que acabou 0-0.
Mas aos 43’ Lucho agrediu nas barbas dos apitadores e nada.
Como seria o jogo com toda a 2ª parte com o FCP com 10 contra 11 Leões?

21ª J: Leixões-FCP
Um jogo que parecia dos mais difíceis da época, o FCP encontra uma equipa onde tem vários emprestados, um Zé do Boné a treinar e um grave problema… salários em atraso.
Na semana anterior o GR do Leixões foi contratado para jogar no FCP e surgiu por coincidência a 1ª convocatória da sua carreira para a Selecção.
Na semana a seguir os salários foram regularizados.
O jogo foi um passeio de 4 batatas nas redes, com o GR a chegar-se para o lado.

23ª J: Guimarães-FCP
Ao intervalo o Guimarães vencia e tinha sido a equipa mais forte.
Na 2ª parte o FCP acaba por empatar.
O Guimarães ainda tenta vencer e mesmo a acabar acontece um lance tantas vezes assinalado penalty que poderia dar o 2-1 ao Guimarães… o árbitro manda seguir, e com os jogadores ainda a protestar e incrédulos é o FCP que vai à frente e marca.
Mais 3 pontinhos.
(Aqui o campeonato foi ganho, principalmente porque depois se viu o que fizeram ao Sporting neste mesmo campo)

25ª J: Académica-FCP
Com uma 1ª parte miserável, o FCP não tinha maneira de marcar.
Perto do intervalo acontece talvez o ROUBO mais porco do campeonato, pelo artista mais bem cotado (claro… porque será ele tão cotado?)
Um penalty por defesa de Raul Meireles, simplesmente impossível de não ser assinalado, como se prova por toda e qualquer imagem.
Uns anos antes num FCP-Sporting já tinha acontecido o mesmo e com o mesmo Meireles.
No início da 2ª parte é anulado o 1-0 à Académica, porque o mesmo palhaço foi descobrir uma falta que não lembra a ninguém.
Posto isto e com um “rapaz da casa” no banco de Coimbra o FCP lá ganhou.
(Falta os Portugueses entenderem como é que um árbitro que não marcou aquele penalty impossível de não ser marcado, tão pouco não foi castigado como 3 dias depois estava na Madeira a apitar uma meia-final da Taça, curiosamente a decidir o adversário do FCP na final. E marcou lá penalties bem mais difíceis)

26ª J: FCP-Setúbal
Uma equipa que está à rasca para não descer e que se consta ter jogadores a passar fome por falta de pagamento; recebeu na 3ª feira anterior metade dos salários em atraso; e com muitos “emprestados” deslocou-se ao Porto e jogou “brilhantemente” à defesa com o seu autocarro, deixando apenas na frente 2 jogadores “emprestados” pelo FCP que muito estavam a dar que fazer aos patrões.
E por incrível que pareça o FCP simplesmente não furava de maneira nenhuma.
Acontece então o famoso minuto 58 já tão falado. O pescador que está o banco dos Sadinos (por ordens e por querer receber) tira só esses mesmos 2 jogadores “emprestados”… e pronto em 2 minutos 2 golos.
Mas como clubes amigos, a garantia estava dada… a outra metadezinha e claro a permanência na 1ª divisão, em que na jornada seguinte logo ficou demonstrada com um penalty impressionante que deu a vitória no jogo ao Setúbal contra o Paços.
Vejam o lance que é de rir.
Agora vamos ver se o Papa cumpre a palavra e não deixa o Setúbal descer; é que mesmo assim não está fácil.

Agora raciocinem com o que foi feito a favorecer o FCP e olhem para alguns jogos do Sporting e vejam como as coisas se passaram!
Tem cabimento? Só num pais muito corrupto.
Tantas e tantas judiarias ao longo da época…
Em alguns jogos, com grande sofrimento lá conseguimos vencer mesmo contra 2 equipas, mas noutros não tivemos mesmo hipótese.
Lembro aqui apenas um caso paradigmático… o dos livres marcados de forma rápida!
Sofremos este ano desaires precisamente assim; e num joguinho de sentido único que empatámos em casa 0-0 com a Académica, metemos um golo e logo nestes jogos em que “o que custa é entrar o primeiro” o apitador anulou o golo.
E deixo também uma pergunta?
Num jogo em que empatamos 0-0 na Trofa e jogamos mais do que suficiente para ganhar folgadamente, anularam-nos 2 golos.
Mas alguma vez faziam isso ao Papa?

A QUESTÃO DISCIPLINAR
Custa a entender como um monstro criado no viveiro de cacetada das Antas, como Bruno Alves atravessa um campeonato inteiro com 2 cartões amarelos.
Em Espanha já caçaram o rabo a outro macaco da raça dele, o Pepe.
Por cá, e agora não particularizando, quem vir os jogos e se por acaso até nem tiver clube, vê que o FCP joga na base da cacetada; mas curiosamente são os outros clubes que são carregados de cartões.
Os jogadores do FCP até apanham é muitos a pedido; mostrando um estudo profundo que fazem dessas situações; pois ainda hoje se tinham substituído 2 jogadores que estavam à bica com 4 cartões e criaram uma confusão para limparem cartões e claro, aproveitaram para queimar tempo.

A QUESTÃO DOS PENALTIES
Não vou agora aqui discutir se este ou aquele lance foi penalty.
O que quero dizer é que o Sporting tem este ano um Recorde digno de registo. Então não é que em Portugal uma equipa grande faz um campeonato com 2 penalties a favor e 4 contra… o dobro!
Mas alguma vez uma equipa grande teve sequer mais penalties contra do que a favor?
E depois alguém se pode acreditar que num campeonato inteiro só por 2 vezes foi cometido penalty a favor do Sporting?

OS LADOS POSITIVOS

Cada vez que o FCP ganha alguma coisa (ás vezes empates a meio de eliminatórias também servem) sinto-me orgulhoso por não ter o AZAR de ganhar de forma suja como eles ganham.

O ser humano gosta de se divertir, por isso existe a comédia e de facto cada romaria e parvoíces que sai da boca dessa gentinha feia que se vê nas televisões faz rir qualquer um; pois frases como se ouviram hoje são mesmo cómicas!
- Quem marca os golos hoje?
- É o Lucho! (Já está lesionado ao tempo e a época dele acabou)
- O que é um penalty?
- É “cúândú” “roubum” o “Puarto”
- O que é o Fora de Jogo?
- Isso “num” sei bem
- Quem mostra cartões num jogo?
- É o “sinhor” Pinto da Costa
E constantemente berrarem a mesma cantilena que é o hino deles: “Filhos da P*** SLB”
Só mesmo para rir.
Ah… e não digam que são as televisões dos Mouros carago!
Hoje já não é desculpa, ele é “PORTO CANAL”, ele é RTP N de Norte… ele é Rui Cerqueira… LOL.

CONCLUSÃO
Assim não obrigado!

TetraCampeões

O Clube regional FC Porto é campeão nacional, mais uma vez.

Ontem, estive no estádio, e gostaria de partilhar, com todos, particularmente com os clubes nacionais ou mundiais, alguns vídeos.




CAMPEÕES

video

video

video

P.S. Anda toda as pessoas muito caladas....

O importante é ter lugares na Liga?!?!

O que importa é ter lugares na Liga?!? Verdade, já vao com 3 lugares e quem sabe se conseguem mais um ou dois...!

A nós basta um, o 1º !

quarta-feira, 6 de maio de 2009

O Chelsea não quis HUMILHAR

VERGONHA



E o arbitro não deixou! Três penalties escandalosos! Nunca visto! Quem é o Messi? Uma piada de equipa, força CR7, encava-os sem piedade!

Simulacro de Vitória


Este domingo terá lugar em Lisboa um simulacro da vitória do Benfica no principal campeonato de futebol português. A exemplo do que acontece com os simulacros de grandes acidentes naturais, coordenados pela Protecção Civil, o Benfica pretende preparar os seus adeptos e a cidade para a eventualidade de voltar a ganhar o campeonato nacional de futebol. Este evento, onde são esperadas mais pessoas do que na última vitória do Benfica na volta a Portugal em bicicleta, obrigará ao encerramento de várias ruas em Lisboa como a 2ª circular, Av. Lusíada, Av. Liberdade e claro Marquês de Pombal. O novo Hospital da Luz também vai ser palco do simulacro com maior incidência na área de cardiologia e tratamentos de excessos de álcool.


O director de comunicação do Benfica, João Gabriel, explicou o que irá acontecer: “este simulacro é muito importante para que os nossos adeptos não percam o hábito de festejar o título e para testarmos que tudo funcionará em caso de eventual futura vitória. Todo o evento será coberto pela Benfica TV mas apenas com a imagem do José Carlos Soares a relatar os acontecimentos. A saúde do nosso presidente também exige que o vamos preparando com estes simulacros.”



Fonte: Cão Azul, uns tipos com piada!

terça-feira, 5 de maio de 2009

Pode ser que na Quarta haja mais disto…

Vejam esta jogada que mostra toda a magia deste Barça! É caso para dizer que estes moços jogam à Porto!!:

domingo, 3 de maio de 2009

A noite em que o BARCELONA não quis humilhar madrid!!!!

por primeiro

1

2

3

Mais uma coisa para alguns de vocês… no futebol dos maricas iglêses há disto??? ehehe

ambiente_Clasico

Vejam lá o Massacre…

sábado, 2 de maio de 2009

Vai pegar...

VAI PEGAR

Cortesia Miguel Monteiro

O Clássico dos Clássicos



Joga-se esta noite o clássico mundial mais apaixonante, o único cujas equipas podem, entre si, chamarem todo o protagonismo, seja pelo número de craques, pelo número de títulos, pelas receitas milionárias que ostentam, pelo número de adeptos espalhados pelos quatro cantos do globo, Espanha pode dar-se ao luxo de ter, no seu recanto, provavelmente as duas maiores e melhores equipas de futebol de todo o Planeta. Santiago Bernabeu enche-se para ver o seu Real Madrid, moribundo à seis meses quando viajou até Barcelona, regressar à luta pelo título após uma impressionante série de resultados, com 18V e somente 1E após essa derrota.


Que coração tem este Real Madrid de Juande Ramos, um treinador que admiro desde os tempos do Sevilha. Mas, na minha opinião, há um jogador que se tem revelado determinante para esta incrível série vitoriosa do Real: Gonzalo Higuain. Tudo bem, podem dizer-me que Casillas também tem sido fantástico ou até o "velhinho" Raúl pela sua dedicação e pela sua experiência lá na frente. Tudo isso é verdade mas, para mim, Higuain tem sido o grande jogador deste Real Madrid.Segunda época no Real deste argentino de apenas 21 anos. Fazer (até ao momento) 18 golos em 29 jogos sendo que muitas vezes joga à direita do ataque é algo verdadeiramente extraordinário. Junte-se a Higuain o capitão Raul Gonzalez e temos um dupla diabólica que, apoiada por um meio campo sólido, tem sido simplesmente devastadora.



Mas se o Real Madrid é coração o Barcelona é génio, não só de Messi, muito embora seja a peça chave para todo o sucesso que se adivinha num futuro próximo, mas igualmente de Etoo e Thierry Henry, um jogador que soube perder protagonismo que sempre o acompanhou em detrimento do jovem argentino, aceitando um "papel inferior" mas determinante para o esquema montado por Pepe Guardiola, um jovem treinador que, ao contrário do que se disse e escreveu em meados de Setembro último, nada deve aos treinadores desejados em Barcelona, especialmente Mourinho!

Aguarda-se um grande espectáculo, suplantando a falta de qualidade exibida pelos semi finalistas da Champions League, onde se encontrava este mesmo Barcelona. Mas clássico é outra coisa, e clássico envolvendo duas equipas que representam muito mais que dois clubes, dois povos de culturas distintas só pode redundar num jogo fascinante. Que seja semelhante ao realizado há duas épocas, na Catalunha, é o mínimo que desejo.